• Etanol - Peneira molecular

    Compartilhe:
    • Economia com insumos

    • Redução no consumo de vapor

Pureza do produto final

Na indústria alcooleira, a aplicação da peneira molecular representa uma alternativa para os atuais processos de desidratação do etanol que se utilizam da destilação azeotrópica através do ciclohexano,  ou outras substancias que são misturadas no etanol hidratado retificado, para formação da mistura ternária e conseqüente separação da água.

Neste caso são utilizados zeolitos denominados tipo 3A, significando que o diâmetro nominal dos microporos tem 3 angstrons (angstron é uma unidade de medida que equivale a 10 elevado a – 8  centímetros).

Visto que a molécula de etanol tem uma dimensão maior que 3 angstrons enquanto que a molécula de água tem dimensão menor que os 3 angstrons,  a mistura alcoólica passando pela peneira molecular, deixa a água adsorvida por esta peneira e  “presa” no interior dos poros e a do etanol, por ser maior passa pela peneira.

 

Vantagens da utilização da desidratação por Peneira Molecular

 

Comparativamente com o processo convencional de desidratação por destilação, podemos citar como vantagens:

 

- Pureza do produto final

Como não é envolvido nenhuma substancia tóxica, como é o caso da Destilação azeótropica utilizando o mono etileno glicol ou ciclohexano, o etanol anidro proveniente da peneira molecular é evidentemente mais puro.

 

- Economia com insumos

Nos processos de desidratação do etanol com peneiras moleculares não são utilizados insumos extras de processo, como o mono etileno glicol ou ciclohexano, que também são substâncias que envolvem riscos, tanto de segurança como de saúde.

- Utilidades

Muito importante também é o aspecto energético  envolvido no processo. O consumo de vapor é reduzido em 50% comparado com o processo convencional. No processo azeotrópico convencional o consumo de vapor é maior que 4 kg de vapor por litro de anidro.

Quanto a aspectos de outras utilidades, como água de resfriamento, energia elétrica e ar comprimido as necessidades são similares aos processos convencionais de destilação.

 

- Mão-de-obra operacional

O processo da peneira molecular é contínuo intermitente, com ciclos de curta duração e automatizado, dispensando operadores de campo sendo necessário apenas o controlador de comando.

ArquivosMais detalhes